​Patrícia Bezerra fala sobre violência contra a mulher em evento na IBAB

No dia 1 de agosto, a vereadora Patrícia Bezerra esteve na Igreja Batista da Água Branca (IBAB) em palestra sobre violência contra mulher e formas de restauração, no evento Mulheres Possíveis, em discurso para 500 pessoas.

Durante o evento, Patrícia Bezerra, que é psicóloga, deu orientações de tratamento e conselhos a mulheres que já sofreram abusos ou violência. A vereadora ainda tratou sobre aspectos da Lei Maria da Penha e políticas de enfrentamento à agressão contra mulheres 

Questionada sobre o motivo da falta de denúncia de mulheres abusadas, Patrícia argumentou que o medo da exposição e o tabu que envolve o tema são os principais fatores do índice baixo. “Infelizmente, a maioria de casos de abuso sexual ocorrem por pessoas com quem a mulher já teve vínculo afetivo, daí elas não denunciam por medo de represálias. Outro aspecto importante é o tabu que envolve o tema, elo medo que a mulher tem de ficar mal vista, como se ela tivesse sido a culpada pelo abuso. Grande parte das mulheres preferem a descrição de um consultório à denúncia.

Patrícia afirmou que não há um limite aceitável para violência. “Não se deve aceitar violência em nenhum nível. Qualquer modalidade de agressão, seja ela qual for, tende a proporcionar mais violência”, explicou.

No encerramento de sua palestra, a vereadora orientou as vítimas que procurassem ajuda e não se calassem. “Se você foi violentada, abusada, agredida, não se cale. Procure ajuda. Vá à polícia, órgãos de defesa da mulher, ou peça ajuda a alguém de confiança. O fundamental é não se calar”, encerrou.