Exploração sexual de crianças no entorno da CEAGESP

Senhor Presidente(a), vereadores aqui presentes, telespectadores da TV Câmara, a todos vocês, boa tarde. 

O motivo que me traz a tribuna nesta tarde, são as notícias que estão sendo veiculadas na imprensa sobre a possível mudança de local da Ceagesp, na Zona Oeste de São Paulo. Entretanto, minha fala não tratará sobre as implicações viárias, econômicas e populares que a medida pode causar. Vim aqui, vereador Mario Covas, falar sob o viés dos direitos infantis. Quando fui relatora da CPI da Exploração Sexual Infantil nesta Casa, constatamos que um dos pontos em que tradicionalmente se ocorre abuso e exploração de crianças é justamente na Ceagesp. Creio que, sob o prisma dos direitos infantis, a mudança do local seria proveitosa, com grandes possibilidades de contribuir para a diminuição da exploração de crianças naquela região.

No início, a exploração de crianças ocorria dentro da Ceagesp. Contudo, após as primeiras denúncias, a prática desse crime passou a migrar para as ruas ao redor. Em muitas das vezes, a exploração infantil ocorre nas próprias boleias dos caminhões. Por isso, senhor presidente, me preocupa a destinação a ser dada ao local da Ceagesp. Não no sentido daquilo que será construído, que possivelmente serão habitações populares ou áreas verdes, mas sim, pela demora em se destinar aquela área, deixando ela vazia, o que poderia proporcionar o aumento da criminalidade e agravar ainda mais a exploração de crianças naquela área.

Segundo a Childhood Brasil, o cenário degradante de exploração e uso de drogas nos arredores da Ceagesp pode ser comparado com a situação da Cracolândia. Deixo aqui, nobres pares, meu alerta. A exploração de crianças aumentou em 41% durante a Copa do Mundo no Brasil, apesar das ditas políticas de combate que o governo federal disse ter implantado durante esse período.

Esse índice nada mais é o do que um importante indicador de um crime já anunciado para as Olimpíadas do Rio de Janeiro. Portanto, medidas protetivas às crianças são necessárias. E, como presidente da Comissão da Criança e do Adolescente nesta Casa, evidencio minha preocupação.

Toda ação que possa contribuir para mitigar e diminuir o abuso e exploração de crianças, protegendo seus direitos, merecem nosso apoio.

Obrigado, Presidente.